Páginas

sábado, 20 de dezembro de 2008

JORNADA

Chegamos nus a esse mundo, num corpo esculpido às custas dos elementos doados pelos nossos pais.
No exato momento que nos é cortado o cordão umbilical a sorte é lançada - começa nossa jornada!
Já na primeira etapa sentimos na pele o primeiro contato com o perecível. E por assim seguimos com cada etapa, de nossas vidas, acontecendo e nos construindo.
Cada detalhe (mínimo, que seja) nos faz seres únicos.
Somos, sim, a mais bela criação de Deus!
Podemos ter irmãos de sangue, podemos ser formados pelos mesmos educadores, no entanto nos diferenciamos através da jornada com o jeito peculiar de cada um assimilar os detalhes.
Somos, entre todos os seres vivos, únicos que na jornada nunca perde o privilégio da metamorfose.
Chegará nosso momento final! Estaremos em lembranças que, possivelmente, o tempo se encarregará de apagar, pois, terá tais donos das lembranças o mesmo destino.
É isso aí... Quando desse mundo partirmos, devolveremos os elementos recebidos, pelos nossos pais, à natureza, e, o que construímos, pela jornada, ficará à mercê.
É a jornada (...)! Independente de raças ou credos, chegamos, igualmente, nus e partiremos apenas, igualmente, “vestidos” com as somas de nossas virtudes e vícios, adquiridos ao longo da jornada terrena.
Grata por sua companhia através desse espaço.
Que Deus abençoe, sempre, nossa jornada!
Paz e bem!

Nenhum comentário: