Páginas

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

MESTRE

Na jornada, se normal, os primeiros ensinamentos de vida provém dos pais.
Chega o momento da escola, e, assim já começam as primeiras lições do convívio social; eis um verdadeiro exercício para o cérebro: são muitas novidades antes desconhecidas – ler, escrever, conhecer etc.
De forma lenta seguimos aprendendo o necessário. Ou seja, um essencial para que se consiga estabelecer os convívios sociais.
Com o passar da jornada, alguns privilegiados alcançam mais... Vão além, no que toca o aprender, através de boas oportunidades tidas na vida. Tornam-se mestres na arte do ensinar! Ensinam o que os livros, maravilhosamente, ensinaram. Sim, muitas e muitas leituras constroem bons mestres!
Mas eis que alguns não privilegiados, de modo espetacular, também alcançam mais... Vão além, brilhantemente, no que foi o aprender através do viver. Tornam-se, iguais, mestres na arte do ensinar! Ensinam o que a vida os apresentou com cada novo dia que passou.
Se a vida privilegia ou não uns e outros, será ela injusta? A vida oferece aos dois um mesmo direito: o direito de escolher! ... Amargurar ou Aprender?
Vistos de um jeito diferenciado ao penar, milhares entregam o seu direito do escolher. Assim sendo, fica para poucos definir como deve ser. E definir como deve ser, sem ter um mestre no ser, vidas são decepadas ao nascer, pois a esses a escolha feita é amargar o viver...
É maravilhoso quando mestres, da vida, cruzam pelo nosso caminho. Por um motivo ou outro passam, sem alarde, e deixam sua boa marca.
Imagens: momento que estava visualizando estragos da enchente em Itaperuna-RJ. Uma mestre passou, desapercebida aos outros. Ela parou por alguns minutos perto de mim e suas palavras deixaram marca
. De onde veio? Para onde foi? Não fiquei sabendo!
Paz e bem!

Nenhum comentário: