Páginas

domingo, 22 de março de 2009

Pescaria

Trabalho... Trabalho... Trabalho... Trabalho... É bom demais!
Mas tão bom quanto o trabalho é recarregar as energias do corpo e da mente: e nada como uma pescaria.
Eis, assim, mas uma demonstração do quanto à “mãe natureza” nos oferece de mãos beijada deliciosos momentos, de pura simplicidade, que revigora, verdadeiramente, o ânimo.
Pois é... Mas para que uma pescaria aconteça de forma lógica é preciso que peixe seja pescado. Cadê o(s) peixe(s) da minha pescaria?
Então, alguma coisa me falta, que ainda não identifiquei, para resolver tal questão: pescaria com peixe fisgado.
Várias mudanças já tentei para conseguir alcançar o sucesso em minhas, até então fracassadas, pescarias:
Tentei pescar ao nascer do dia: nada consegui!
Tentei pescar ao findar do dia: nada consegui!
Tentei pescar na metade da tarde – com sol rachando a cabeça: nada consegui!
Falta de peixe? Absolutamente não! Alguma estratégia é que está me faltando; descobrir...

Algo é certo:

Ufa! Ainda bem que me encontro numa vantagem de ainda não está precisando da minha pescaria para alimentar meu estômago!

Paz e bem!

Nenhum comentário: