Páginas

sábado, 9 de maio de 2009

Cancêr de MAMA - METÁSTASE



Pesquisa identifica genes que influenciam em metástase
Um grupo de pesquisadores liderado pelo oncologista espanhol Joan Massagué identificou três genes que têm influência direta na metástase do câncer de mama ao cérebro, o que poderia ajudar a achar formas de impedir essa propagação.
Os resultados da pesquisa dirigida por membros do Memorial Sloan-Kettering Center de Nova York foram divulgados no site da "Nature", e só serão publicados na próxima edição da revista. Os cientistas descobriram que os genes COX2 e HB-EGF, sobre os quais já tinha sido descoberto que têm implicação direta na mobilidade e capacidade de invasão das células cancerígenas, servem também de "intermediadores" no mecanismo de propagação do câncer do seio até o cérebro. Reportagem da EFE.
fonte: uol

METÁSTASE
definição:

Metástase (do grego metástatis = mudanças de lugar, transferência) é a formação de uma nova lesão tumoral a partir de outra, mas sem continuidade entre as duas. Isto implica que as células neoplásicas se desprendem do tumor primário, caminhando através do interstício - ganham assim uma via de disseminação - sendo levadas para um local distante onde formam uma nova colónia neoplásica.

Em cada um destes passos, as células malignas têm de superar os sistemas de controle do organismo que mantêm as células nos seus sítios primitivos. Metástases só se formam em tumores malignos; contudo, nem todos os cancros originam metástases, mesmo os que são localmente invasivos, como o carcinoma basocelular. Metástases são o selo definitivo de malignidade (por definição, neoplasias benignas não originam metástase), sendo um sinal de mau prognóstico. Quando surgem metástases, quase sempre o tumor é incurável. Em muitos pacientes, a primeira manifestação clínica de um cancro está relacionada com suas metástases.
fonte: wikipedia


Que Deus nos abençoe!
Paz e bem!

Nenhum comentário: