Páginas

sábado, 26 de março de 2011

A História da Fotografia no Brasil + modelos de máquinas fotográficas existentes no mercado


A história da fotografia brasileira é muito rica. No nosso país, assim como na França, desde 1830 já havia pesquisas para tentar se fixar a imagem no papel com produtos químicos. É o caso de Hercules Florence, um francês radicado no Brasil que fazia experiências pioneiras na Vila São Carlos (hoje Campinas), com o processo fotográfico.
Em suas pesquisas, ele chegou a uma técnica de impressão que denominou de Poligrafia, processo semelhante ao mimeógrafo. Paralelamente, estudava o efeito da luz na pintura e ocupava-se com a construção de uma câmara escura, com a qual conseguiu fixar algumas imagens. No orifício de abertura, a sua câmara escura tinha a lente de seus óculos, e no interior colocou acoplados um espelho e um pedaço de papel com solução de nitrato de prata.

Hercules Florence, o pioneiro da fotografia no Brasil
Com esta câmara escura, Florence conseguiu registrar a vista de uma janela, com o telhado da casa vizinha e parte do céu. Também captou a imagem da cadeia de Campinas e um busto de Lafayette. Estas imagens foram conservadas por 15 anos com nitidez, porém estas cópias nunca foram localizadas.
Em suas constantes experiências, o francês usou substâncias como a própria urina e amônia para o processamento de imagens, a fim que elas dissolvessem o cloreto de prata não atingido pela luz. Estas pesquisas o fizeram abandonar a câmara escura e experimentar a impressão direta pela ação da luz solar.
Em 1833, Hercules Florence chega aos resultados mais expressivos em suas experiências, marcando esse ano como o da descoberta da fotografia no Brasil.
Florence foi muito a frente. Cinco anos antes do inglês Sir John Herschel, sugeriu o uso do termo Photographie e o verbo Photographier, no decurso das pesquisas.
Rótulos de Farmácia
Por outro lado, um nobre brasileiro que ouviu falar sobre a descoberta européia trouxe para o nosso país este invento, incentivando a prática e a difusão fotográfica no Brasil - Dom Pedro II. O futuro rei sempre foi um apaixonado pela fotografia, desde que viu os primeiros daguerreótipos. Adquiriu seu primeiro equipamento em 1840, e dois anos depois aprendeu a utilizá-lo, tornando-se o fotógrafo mais novo da América, com 14 anos.
Dom Pedro II, ao longo da vida, se tornou um defensor da fotografia e o maior colecionador particular de fotografias do Brasil. Gostava de retratar pessoas e paisagens.
***

Essa informação foi “copiada” do blog FOTO FÁCIL RJ – um blog MUITO INTERESSANTE, principalmente, para quem pretende comprar máquina fotográfica, pois nele se encontra a oportunidade de conhecer todos os modelos existentes no mercado – podendo escolher assim qual é a melhor para si. :)

VISITE/CLIQUE AQUI: FOTO FÁCIL RJ

Um comentário:

Raquel Moreira disse...

Olá
Primeiramente gostaria de lhe parabenizar pelo blog.
Meu nome é Raquel e sou responsável por parcerias de diversos sites e gostaria de lhe convidar para ser nosso parceiro também, possuímos diversos sites relacionados a mais de 30 tipos de categoria como: moda, automóveis, maquinas, imóveis, eletrônicos etc, todos com ótimos posicionamento no Google e grande número de acessos onde poderíamos trocar links, um dos nossos sites que inclusive é relacionado a esse post é esse.
www.maquinas-fotograficas.com

Lembre-se esse é apenas um dos sites que possuímos temos outros diversos para parceria.
Vamos conversar mais a respeito.
email: raquelmoreira100@gmail.com
Msn: raquelmoreira1000@hotmail.com